Como fazer uma gestão de compras eficiente para o seu município

A gestão de compras faz parte do cotidiano da administração pública municipal. É através desse processo que um órgão municipal compra um produto ou contrata um serviço para a execução das suas atividades.

O seu conceito se refere ao planejamento e a organização de todo o processo no qual todos os insumos e suprimentos são administrados, além de todas as atividades econômicas para o cumprimento da agenda governamental. Fazem parte da gestão de compras a aquisição dos materiais e insumos, bem como o seu controle, buscando sempre observar a qualidade do que se é adquirido, o preço e o cumprimento dos prazos.

Benefícios da gestão de compras eficiente

A gestão de compras eficientes envolvendo os recursos públicos garante gastos com responsabilidade, além de proporcionar benefícios como a organização de processos, redução de riscos e previsibilidade.

Para alcançar esses benefícios ter informações integradas entre a área de compras e de estoque é fundamental por proporcionar um bom alinhamento e evitar o excesso de gastos com dinheiro público.

Confira a seguir alguns passos que garantem o bom gerenciamento da gestão de compras.

04 passos para um bom gerenciamento

1. Inicie com o planejamento: O planejamento te ajuda a seguir passos bem delimitados e estruturados, contribuindo para que sejam reduzidas as chances de erros e surpresas. Um bom planejamento conta com dados de períodos anteriores e contém metas e objetivos realistas, com base nesses dados coletados.

2. Saiba a diferença entre convênios, licitações e PPPs: saiba a diferença entre as formas de aquisição para garantir que as compras sejam feitas de acordo com os procedimentos legais.

3. Controle estoque e faça cotação de preços: a cotação de preços é fundamental para uma gestão de compras eficiente, assim como o controle do estoque. Tudo o que se tem em estoque foi dinheiro público gasto, portanto, antes de fazer novas compras é fundamental saber o que se tem e a real necessidade de adquirir novos itens.

É recomendado que a cotação de preços seja feita com ao menos três fornecedores para evitar o gasto em produtos mais caros. Lembre-se o bom preço não está somente no valor atribuído a um produto, mas também considera o prazo de entrega e a sua qualidade.

4. Controle rigorosamente as saídas de itens: Mantenha os dados de controle de saída sempre atualizados, dessa forma será possível verificar os itens de maior circulação, o que te possibilitará identificar o total de compras por período e os materiais mais usados.

Um sistema integrado como o SIM, desenvolvido pela CMT Tecnologia, pode te ajudar a obter melhor controle e gestão de compras, por garantir acompanhar a entrada e a saída de insumos em tempo real, proporcionando maior controle orçamentário e conhecimento sobre para onde os insumos são destinados.

Como fazer uma gestão de compras eficiente para o seu município

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo